Estado vai fortalecer a cafeicultura do Noroeste Fluminense

Estado vai fortalecer a cafeicultura do Noroeste Fluminense

0 81

O Governo do Estado do Rio pretende ampliar a produção de cafés especiais no Noroeste Fluminense. Para tanto, acaba de criar o Projeto de Fortalecimento da Cadeia Produtiva do Café no Noroeste.

O objetivo é investir, até 2019, na capacitação dos cafeicultores dos municípios de Varre-Sai, Porciúncula e Bom Jesus do Itabapoana para que eles possam aumentar a capacidade produtiva e, por tabela, obter maior retorno financeiro. Nas últimas quatro safras, a colheita de grãos especiais do fruto cresceu de 10% para 35%.

Para colocar em ação o plano de expansão da oferta de cafés especiais, a Secretaria de Agricultura conta com o apoio das prefeituras da região e do Sebrae-RJ. A intenção é ganhar em produtividade e sustentabilidade. Para tanto, o programa visa a capacitação dos cafeicultores, que participarão de eventos e cursos técnicos (de manejo, poda, colheita e pós-colheita), além de visitação a produtores de outros estados.

Para o secretário de Agricultura do Estado do Rio, Jair Bittencourt, o programa de reestruturação da cafeicultura do Noroeste Fluminense é de extrema importância para a região. Não à toa, já têm sido feitos investimentos em equipamentos e capacitação de pequenos produtores de café. “Ao desenvolvermos o projeto com os nossos parceiros, estamos aumentando as oportunidades para os produtores e fortificando a economia da região”, destaca ele.

O Noroeste Fluminense concentra a maior produção de café do Estado do Rio. Juntas, as cidades de Varre-Sai, Porciúncula, Natividade e Bom Jesus do Itabapoana, respondem por 71% da produção estadual, envolvendo mais de 2,5 mil produtores. A maior parte, segundo a Secretaria de Agricultura, é de agricultores familiares, em área superior a 10 mil hectares.

O Dia (Luiz Almeida)

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um Comentário