Perseguição policial a caminhoneiro que transportava margarina termina com tiros em Campos

Perseguição policial a caminhoneiro que transportava margarina termina com tiros em Campos

Uma perseguição policial a um caminhão, que teve início na madrugada desta quarta-feira (4) na BR 356, na cidade de Muriaé, em Minas Gerais, só terminou de manhã em Campos, depois que o veículo foi cercado por viaturas da Polícia Militar na BR 101, na localidade de Guandu.

Vários tiros foram efetuados pela PM na tentativa de parar o caminhoneiro, que acabou preso, mas não foi ferido. Os disparos atingiram o para-brisa e os pneus do caminhão.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a perseguição começou depois que o motorista do veículo desobedeceu a uma ordem de parada de agentes da PRF em Muriaé. Como o condutor não se entregava, foi feito contato com policiais de outras cidades para fazer um cerco, mas seis bloqueios foram furados.

Então, a PM também foi acionada e começou a perseguir o homem de 29 anos. Ele bateu em várias viaturas da polícia, e uma delas ficou com a frente destruída. Nenhum policial ficou ferido.

A PM informou que depois que o caminhoneiro foi parado, nada de irregular foi encontrado no caminhão. Ele estava sozinho e é o proprietário do veículo. O homem transportava uma carga de margarina, mas, o material derramou na pista e a deixou escorregadia, causando risco de acidentes.

O caso foi registrado na 146ª Delegacia de Polícia (Guarus). Agentes do 29° BPM também participaram da ação, já que vieram perseguindo o caminheiro desde Itaperuna.

Folha1

Foto: Jonatha Lilargem

1 COMENTÁRIO

Deixe um Comentário