Mageense conquista a Quarta Divisão do Campeonato Carioca

Mageense conquista a Quarta Divisão do Campeonato Carioca

O Mageense confirmou a vantagem conquistada no primeiro jogo da final da Série C (Quarta Divisão) do Carioca e faturou, neste domingo (14), o título da Quartona, com um empate em 0 a 0 com o Itaboraí Profute, no Estádio Giulite Coutinho. Como tinha vencido a partida de ida por 3 a 1, a equipe de Magé segurou a igualdade em um jogo truncado e garantiu a conquista do título em seu primeiro ano como clube profissional, além do acesso à Série B2 do ano que vem.

Com a vantagem de dois gols para os alviverdes, a partida começou com o Profute, naturalmente, indo para cima. Aos seis minutos, a primeira chance: Fabio cabeceou para fora após cruzamento de Suellington. Pouco depois, Suellington carregou bola pela intermediária e bateu, mas ao lado do gol de Serjão. O Mageense procurou se fechar mais na defesa e garantir a vantagem que tinha no placar, mas nem por isso deixou de atacar também.

Aos 15, Darlan deixou a bola de peito para Eto’o, que chutou nas mãos de Willian. No lance seguinte, novamente Darlan apareceu para chutar e Willian defendeu. Mais tarde, foi a vez de Eto’o bater cruzado, mas o goleiro Willian espalmou. Mesmo assim, o Profute não desistiu e acreditava em um gol que colocasse fogo no jogo. Aos 31 minutos, Emerson Carioca deu um lindo passe em profundidade para Lelê, que recebeu e chutou, mas para fora. A última chegada do Mageense foi em um belo lance de Eto’o, que deu chapéu em Fábio e disparou pela linha de fundo.

No segundo tempo, o nível do jogo caiu bastante e o cenário era de ataque do Profute e defesa do Mageense. Os ataques da equipe de Paulo Roberto Miúdo eram ineficazes e, mesmo com as seguidas substituições, o time não conseguia penetrar na boa retaguarda do time alviverde. Chances claras de gol, antes da parada técnica, simplesmente não existiram.

O Profute foi se desesperando e só foi chegar aos 29, quando Marcos Japão quase fez gol olímpico, mas a bola foi para fora. Pouco depois, a melhor chance do jogo: Emerson Carioca recebeu bola na meia-lua, mas escorregou na hora da finalização, batendo por cima do gol. As chances do Profute foram enterradas de vez aos 37, quando Emerson Carioca levou um cartão amarelo, reclamou ostensivamente contra o árbitro Alex Gomes Stéfano e foi expulso. O atacante só foi retirado do campo após ser contido por companheiros e membros da comissão técnica.

No fim, a merecida festa foi do Mageense, com um show da torcida e uma grande comemoração, deixando ainda mais verde o gramado de Edson Passos. A nota triste ficou por conta do tiroteio que aconteceu após a partida, do lado de fora do Giulite Coutinho, deixando uma pessoa ferida. Um fato que manchou a tarde de festa, mas que não tira do clube de Magé o feito histórico de chegar a seu primeiro título profissional.

A PARTIDA

Mageense 0x0 Itaboraí Profute – Campeonato Carioca Série C, final, jogo de volta – 14/10/2018 às 15h

Estádio Giulite Coutinho (Mesquita – RJ)

Árbitro: Alex Gomes Stefano

Assistentes: Daniel Botelho Rodrigues e Diego Machado Rocha

Itaboraí Profute: Willian; Régis (Mário 8’/2ºT), Robson, Fábio e Marcos Japão; Lucas Bolt, Matheus Cruz, Suellington (Romário 8’/2ºT) e Digreg; Lelê (Brian 20’/2ºT) e Emerson Carioca. Técnico: Paulo Roberto Miúdo.

Mageense: Serjão; Luiz Cláudio, Paulão, Jhonata e Marcos Paulo; Dedi, Rodrigo Lopes (Perdigão 29’/2ºT), Rodriguinho e Miguel; Eto’o (Carlinhos 27’/2ºT) e Darlan (Vitor Borges 32’/2ºT). Técnico: Maurinho.

Cartões amarelos; Robson, Régis, Emerson Carioca, Brian (IPF); Rodrigo Lopes, Perdigão (MAG)

Cartão vermelho: Emerson Carioca (IPF), 37’/2ºT

Gols: não houve

Renda e público: não disponíveis

FutRio

Fotos: Marcos Faria

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um Comentário