Saiba como se tornar um fuzileiro naval

Saiba como se tornar um fuzileiro naval

Entre os caminhos para entrar na carreira militar, um dos mais cobiçados é se tornar um Fuzileiro Naval. A diferença para um marinheiro é a sua função de atuar exclusivamente em combate, sem qualquer função nas rotinas da embarcação. Quem pretende ser Fuzileiro Naval tem que, além de prestar um concurso, passar por exames físicos rigorosos.

A seleção para o Curso de Formação de Soldados Fuzileiros Navais é aberto todos os anos pela Marinha. São oferecidas, aproximadamente, 1860 vagas, divididas em 6 estados brasileiros.

Os aprovados recebem um treinamento durante 17 semanas, na condição de aspirante. Após a formação, são nomeados soldados fuzileiros.

Só podem fazer inscrição no concurso homens, com idade entre 18 e 21 anos e altura entre 1,54 e 2 metros. É preciso ter nível fundamental completo, não ter no corpo tatuagens visíveis com o uso dos uniformes de serviço ou com desenhos ofensivos e incompatíveis com o perfil militar conhecido por todos (exemplo: suástica, pornografia, etc).

Além disso, não podem se inscrever os jovens que tenham com qualquer tipo de deficiência física ou algum tipo de contraindicação médica, de acordo com os padrões psicofísicos descritos pela Marinha, divulgados simultaneamente com o edital do concurso.

INSCRIÇÕES

As inscrições se iniciam, geralmente, no primeiro trimestre de cada ano e devem ser feitas no site da Marinha. São duas turmas para o Curso de Formação abertas ao longo de cada ano, uma no primeiro e outra no segundo semestre. Durante o curso de formação, o aspirante a Fuzileiro Naval recebe uma bolsa auxílio. Os candidatos à vaga no curso de formação para Fuzileiro Naval precisam passar por 6 etapas de um concurso: exame de escolaridade, verificação de dados biográficos, verificação de documentos, inspeção de saúde, teste de suficiência física, exame psicológico.

CURSOS NO RIO E BRASÍLIA

Os Cursos de Formação Para Fuzileiros Navais ocorrem no Rio de Janeiro e em Brasília. Ao longo das 17 semanas de duração, os alunos têm acesso a estudo, moradia, alimentação, uniforme e remuneração. Os recrutas vivem em regime de internato, realizando diversos tipos de exercícios físicos, assistindo palestras e com uma rotina intensa de atividades. O curso exige muito dos recrutas, também quanto ao respeito à disciplina e hierarquia.

NA ATIVA

Após a conclusão do curso de formação, o recruta fará um juramento à Bandeira e será nomeado Soldado Fuzileiro Naval. A partir daí, ingressará no Corpo de Fuzileiros Navais e assumirá um compromisso inicial de dois anos com a Marinha do Brasil. Depois do primeiro ano de serviço, o soldado poderá servir em qualquer lugar do Brasil e realizará serviços da Marinha. Ao final do compromisso, a Administração Naval decide sobre sua renovação ou não.

O Dia (Francisco Alves Filho)

Foto: divulgação

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um Comentário