Atividades físicas na prevenção do câncer

Atividades físicas na prevenção do câncer

Um estudo inédito do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), em parceria com as universidades de Harvard (EUA), Cambridge (Inglaterra) e Queensland (Austrália), apontou quantos casos de cânceres de mama na pós-menopausa e de cólon – os mais comuns no país – que seriam reduzidos somente com exercícios: cerca de 10 mil por ano apenas no Brasil! Para atingir este número, a gente precisaria treinar cinco horas por dia – valor máximo encontrado em 6% dos participantes do levantamento.

Porém, como essa quantidade não é realista para a maioria de nós, os pesquisadores decidiram calcular um valor mais atingível e concluíram que, se cada pessoa fizesse 150 minutos de exercícios por semana, seriam evitados 2.300 casos de câncer por ano. O problema é que quase metade da população brasileira não segue essa rotina, que, inclusive, é recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A pesquisa explica a relação entre as doenças e os exercícios, principalmente pela redução do excesso de peso, que está ligada à quantidade de gordura presente nos órgãos.

“A prática de atividade física atua de forma direta na prevenção de diversos tipos de câncer, principalmente intestino, endométrio, mama e próstata. Porém, a ação da atividade física vai muito além de estímulo muscular. Existe uma complexa liberação de neurotransmissores e otimização do ‘reparo’ celular devido ao sistema imune tornar-se mais adequado na detecção de células anormais. Outros exemplos de doenças com influência importante sobre a atividade física são hipertensão, diabetes e depressão. Devido à melhora circulatória, controle da glicose e liberação de neurotransmissores”, revela o médico Leonardo Souza.

Se as mulheres brasileiras treinassem tanto quanto a média dos homens, poderíamos reduzir 500 ocorrências da doença anualmente. Ao praticar atividades físicas e emagrecer, conseguimos reduzir a inflamação no corpo, controlar o nível de insulina e melhorar a imunidade. Além disso, um outro estudo realizado no Canadá explica que as células cancerígenas se concentram no tecido adiposo em alguns tipos da doença, como no câncer de mama. Logo, quanto menor a porcentagem de gordura, menor é o risco.

Segundo o Inca, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Em 2018, há uma estimativa de aproximadamente 60 mil novos casos. Já no câncer colorretal, os tumores acometem parte do intestino grosso (o cólon) e o reto. Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso e se tornarem malignas. Em 2018, a estimativa é de 36 mil novos casos.

A intenção da pesquisa foi incentivar políticas públicas em prol da atividade física, como a melhoria de espaços urbanos e até dos transportes públicos, para que as pessoas tenham o hábito de caminhar com mais frequência.

Além das atividades físicas, o Dr. Leonardo alerta para a importância de uma alimentação saudável e equilibrada para a prevenção de tais doenças.

“O intestino possui uma função importantíssima em nossa imunidade, diversos estudos provam que pacientes graves internados em CTI possuem melhora imunológica quando submetidos a transplante de fezes de pessoas saudáveis. Isso prova como uma flora intestinal adequada exerce função imunológica, além de ser o local de liberação de diversas substâncias que irão agir em nosso cérebro, causando sensação de prazer e disposição, papéis desempenhados pela serotonina e dopamina. Além disso, o excesso de calorias é inversamente proporcional à vida longa, ou seja, a mínima quantidade de calorias necessárias seria a dieta mais adequada para nossa longevidade. Por isso, a importância de uma alimentação colorida e um equilíbrio entre proteínas, carboidratos e gorduras, que resultaria na eficaz prevenção de diversas doenças, entre elas o câncer”, finaliza.

Sergio Madruga | O Fluminense

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um Comentário